Naruto Dimension


Naruto Dimension, o melhor forum da atualidade!
 
InícioPortalBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-seFAQ

Compartilhe | 
 

 mensagem procê, raikage

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Opie
Jōnin, ANBU - Konoha
Jōnin, ANBU - Konoha
avatar

Função : JOGADOR
Mensagens : 210
Pontos por atividade. : 244
Reputação : 2

Ficha Shinobi
HP:
1200/1200  (1200/1200)
Chakra:
1100/1100  (1100/1100)
[NPC] Experiência:
0/0  (0/0)

MensagemAssunto: mensagem procê, raikage   11th Junho 2017, 2:41 am


Não havia nada a se detalhar durante o percurso que trilhava cruzando parte do País do Fogo. Distanciava-me cada vez mais de Konohagakure, não demorando para estar longe dos domínios do Hokage. Os olhos frequentemente eram postos a observar o mapa que fora me entregado, atento a seguir o caminho que era indicado, a todo momento tomando nota do cenário que estava por vir e do que já havia sido ultrapassado. Uma coisa eu preocupava em manter constante: o sigilo de minha viagem e de minha trilha. Vigilante, eu materia-me livre de ser seguido, apesar de ser improvável nas profundezas daquela grande floresta que cobria uma parte considerável daquele país. Longe, meus olhos enfim puderam contemplar sinal de civilização; um pequeno vilarejo comercial. Antes que entregasse minha presença a visão dos civis, retirei minha máscara, colocando-a oculta sob a capa negra que trajava, fazendo questão de pôr a bandana da Folha como sua companhia. Não deixaria rastros.

Não havia esquecido de meu maço e meu isqueiro, meus clássicos companheiros. Com cada um fazendo sua parte, o fumo logo era instalado no ar e em meus pulmões. Com um cigarro pendendo nos lábios, misturava-me com uma multidão que adentrava os domínios vilarejo. Meus olhos perspicazes buscavam toda a informação que poderiam digerir. Não pareciam encontrar nenhum vestígio de hostilidade e a milícia parecia sossegada com o movimento da cidadela. Tudo parecia fluir de acordo com minha necessidade; a calmaria e a falta de problemas.

O crepúsculo se estabelecia quando eu deixava aquele vilarejo. Junto do fechamento dos comércios e da onda que deixava o âmbito, eu caminhava para fora de sua extensão com passos céleres. Ao deixar novamente a civilização, a mão direita buscava o mapa que indicava-me mais uma vez o caminho. A bandana era amarrada sobre a testa, seguida pela máscara ANBU que era posta para cobrir novamente minha face. Ajeitava o capuz da capa em minha cabeça e prosseguia com a viagem. Em tempo que julgava suficiente, já contemplava quase o que poderia se dizer ser a fronteira do País do Fogo com o País das Fontes Termais - de acordo com que mostrava o mapa. Não me precipitei em adiantar o passo, a escuridão já havia domado os céus. O cenário não havia se alterado muito, exceto por agora ter o anoitecer como companhia; era recebido por mais uma mata que não deixaria nenhum caminho claro - ainda mais pelo horário. Eu teria de montar acampamento, mas fazia questão de fazer isso de maneira sorrateira e incomum. Lancei-me sobre uma árvore que destacava-se um pouco das demais pela sua copa cheia de folhas e altura que se sobressaia um pouco das demais. Expulsava alguns insetos e me instalava sobre um tronco, com as costas apoiadas à estrutura principal da árvore. Certificava de que estava em posição segura, longe de predadores de todos os tipos e então enfim permitia que minhas pálpebras pudessem descansar.

Acordei, no susto, algumas horas depois. Sequer havia amanhecido quando eu aterrisava no chão. Observava cautelosamente o horizonte coberto de árvores, vendo se poderia encontrar qualquer figura hostil, mas nada era apresentado até agora, felizmente. No vilarejo anterior havia me preocupado com providências, além de ter me alimentado. Pegava de dentro de uma pequena sacola que havia conseguido lá um pedaço de pão e ingeria-o sem demora. Para completar a refeição, comia alguns blueberries que havia encontrado em um arbusto próximo (felizmente não tratava-se de frutos venenosos) e fumava um cigarro, um ritual de toda manhã. O alvorecer começava a dar as caras quando eu voltava a trilhar meu caminho em direção ao País do Relâmpago.

A viagem se resumia em eu passar despercebido por todo lugar que passava, com a máscara e o capuz auxiliando-me imensamente nesse detalhe. Sempre atento ao caminho e as ameaças, fazia sempre o possível para esgueirar-me para longe do alcance de tudo que fosse me atrapalhar ou que julgava ser perda de tempo. Não preocupava-me muito com provisões; não me sentia totalmente dependente destas, usufruindo-os somente quando necessário. Atravessava o País das Fontes Termais e atingia o País da Geada.

O frio era, de fato, meu clima favorito, mas era obrigado a confessar que o mesmo tornava a jornada complicada. O ritmo, apesar de constante, era diminuído. Por sorte, comparado aos demais, o País da Geada se consistia em uma região pequena então, apesar do clima que desfavorecia, fazia questão de ser rápido em atravessá-lo. Quando o fiz, pude enfim me deparar com a terra condizente a Kumogakure.


[...]


Todo o percurso parecia voltar a minha cabeça em um ataque de esquizofrenia, vozes e imagens visitavam a minha mente em ritmo avassalador. O punho cerrou e chocou-se violentamente contra a madeira da carroça, chamando a atenção do casal que a guiava. — Peço perdão. Cansado pela viagem, fui pego por meus devaneios. Resumia a eles, que voltavam seus olhares cautelosos a estrada. Foram gentis, oferecendo carona a um estranho, mas não sendo os únicos durante todo aquele trajeto. Afinal, cruzar toda aquela distância sem tirar proveito de um veículo sequer seria loucura, mas ainda assim eu tinha tido sucesso no sigilo e na discrição. Terminava de comer uma maçã referente à carga dos possíveis comerciantes que forneceram-me carona quando coloquei os olhos na estrada. Já havia chegado no meu ponto. — Obrigado. Dessa maneira simples e sem mais explicações, saltava no veículo sem nem ver a reação dos demais.

A partir daquele ponto, minha atenção tinha de ser redobrada, de acordo com o mapa estava quase próximo das imediações da Nuvem. O País do Relâmpago revelava-se com muitas paisagens rochosas, com alguns montes erguendo-se aqui e ali, além de rios que pareciam correr em direção do mar, porém quanto mais se aproximava de seu centro, o caminho mostrava-se mais íngreme e as grandes cadeias de montanhas davam suas caras, além do fenômeno que dava nome ao país também marcar presença. Isolava-me do caminho frequente, optando sempre por algo alternativo e deserto. A bandana e a máscara voltavam para seus devidos lugares, assim como o capuz. O mapa indicava que eu estava próximo do que seria a Aldeia Oculta da Nuvem. Pelo que indicava, a vila erguia-se no alto das montanhas, exigindo uma jornada pelas faixas de terra que ornava suas superfícies. No processo, usufrui de um dos talentos da capa negra que vestia por todo aquele tempo, cuja qual havia estudado antes de iniciar a viagem. Minha imagem logo começava a ser confundida com a da paisagem, e em instantes eu estava completamente camuflado. Minha presença passaria despercebida por qualquer um.

Observava todo o cenário com cautela, buscando captar todo os detalhes. A estrada estreita que trilhava sozinho logo apresentava-me o que parecia ser vestígios de civilização, ou melhor, a famigerada Kumogakure. Notava isso ao poder vislumbrar estruturas que se referiam a um vilarejo, pois pelo que era mostrado, Kumo não parecia possuir algo como uma grande entrada principal cercada por um muro ou algo do gênero. Era uma vila aberta, cercada pela cadeia de altas montanhas, que eu provavelmente teria um trabalho muito maior em encontrar caso não pudesse contar com a leitura do mapa. Ainda oculto, tinha certificado-me das informações conseguidas pelos arredores vistos. Estava na hora de adentrar de vez a vila e me comunicar.

Fui para um canto mais remoto e tornei-me visível novamente, certificando de estar fora do alcance de qualquer olho estranho. Minha figura agora tornava-se notável, de tal forma que eu retirava a máscara ANBU para evitar qualquer que fosse o problema. Avançava em direção da peculiar Kumogakure, buscando qualquer um que viesse questionar minha presença, afinal, era o símbolo da Folha cravado na faixa de metal sobre o pano negro que era minha bandana. Encontrando o primeiro responsável, eu não tardaria em me apresentar.

— Venho de Konoha. Sou um mensageiro enviado pelo próprio Hokage, trago essa mensagem para o seu líder. Preciso entregá-la para o Raikage. Dizia, em alto e bom som, tornando o pergaminho que continha a mensagem evidente em minha mão esquerda. Enquanto aguardava qualquer que fosse a resposta, meus olhos críticos percorriam atentos todo aquele cenário.

1200 / 1000

Etc.:
 

Descrições:
 




Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Kyon
Nidaime Raikage | Scarlet
Nidaime Raikage | Scarlet
avatar

Função : NARRADOR
Mensagens : 586
Pontos por atividade. : 694
Reputação : -13

Ficha Shinobi
HP:
1800/1800  (1800/1800)
Chakra:
850/850  (850/850)
[NPC] Experiência:
0/0  (0/0)

MensagemAssunto: Re: mensagem procê, raikage   11th Junho 2017, 7:11 pm

Partida
- Você está atrasado.

Ele colocara a mensagem vinda de Konoha em cima da mesa, para que o shinobi pudesse vê-la.

- Seus amigos já passaram por aqui. Ou no caso, o mensageiro de um deles.

Abri espaço para que ele pudesse adentrar a sala, voltando ao lugar de origem. Sentei-me em minha cadeira e encarei o garoto.

- Me diga, porque eles enviariam dois mensageiros ao invés de apenas um? Konoha perdeu-se nas estatísticas, ou você só está arranjando uma desculpa para adentrar esse gabinete?

1800/850
Kikaichu e Nanokaichu ativos.
Hougochu comigo.
 


Equipamentos/Animais:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Opie
Jōnin, ANBU - Konoha
Jōnin, ANBU - Konoha
avatar

Função : JOGADOR
Mensagens : 210
Pontos por atividade. : 244
Reputação : 2

Ficha Shinobi
HP:
1200/1200  (1200/1200)
Chakra:
1100/1100  (1100/1100)
[NPC] Experiência:
0/0  (0/0)

MensagemAssunto: Re: mensagem procê, raikage   11th Junho 2017, 8:33 pm


Percorri algumas ruas, sendo guiado até o edifício onde trabalhava o chefe daquela aldeia. Chegando a porta do gabinete, fui rapidamente recebido pela queixa do Raikage. "Atrasado." Mentalizei a palavra dada por ele. O homem retornava para sua cadeira, dando-me espaço para adentrar no local.

— Sei que isso partiu do senhor. Disse referindo-me a Reunião que estava programada para acontecer agora no País do Ferro. Apesar de nunca ostentá-la, tentava manter alguma cordialidade. — A confirmação do recebimento dessa mensagem é importante. Além disso, o contato com Konoha foi feito dessa mesma maneira, acredito que o Hokage preze por isso. Ao falar da mensagem, apontei para o pergaminho que estava em cima da mesa.

Após uma breve pausa, continuei. — A mensagem enviada a todas as vilas foi nada mais que um auxílio na convocação antes mal-arranjada. Kumo ainda tem a obrigação principal de alertá-los. Conclui, mantendo-me no lugar.

1200 / 1000

Descrições:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Kyon
Nidaime Raikage | Scarlet
Nidaime Raikage | Scarlet
avatar

Função : NARRADOR
Mensagens : 586
Pontos por atividade. : 694
Reputação : -13

Ficha Shinobi
HP:
1800/1800  (1800/1800)
Chakra:
850/850  (850/850)
[NPC] Experiência:
0/0  (0/0)

MensagemAssunto: Re: mensagem procê, raikage   11th Junho 2017, 10:28 pm

Partida
- Faz bastante sentido. Mas não sinta-se acanhado. As coisas que acontecem aqui em Kumo geralmente não refletem tudo que o mundo shinobi quer. Fico feliz que o Hokage concorde comigo.

E assim levantou-se. Virando de costas para o shinobi com qual falava. Observou a vila, refletindo brevemente.

- O Hokage disse quais seriam seus objetivos para tal? Me sinto meio inquieto saindo da minha vila como Kage pela primeira vez. E essa inquietude começou a afetar a todos na vila. Acho que dá para notar.

Disse, voltando a virar para o shinobi, ficando de frente. Apontou para o telhado e para as paredes, onde uma quantia grande de insetos corriam pela sala. Eles se moviam brevemente, demonstrando a inquietude.

- Eu não acho o país do ferro suficientemente protegido. Não quero ter surpresas estranhas lá. E depois daqueles ataques, claramente não temos condições de lutar. Nenhuma das vilas tem. O que o Hokage pensa sobre isso?

1800/850
Kikaichu e Nanokaichu ativos.
Hougochu comigo.
 


Equipamentos/Animais:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Opie
Jōnin, ANBU - Konoha
Jōnin, ANBU - Konoha
avatar

Função : JOGADOR
Mensagens : 210
Pontos por atividade. : 244
Reputação : 2

Ficha Shinobi
HP:
1200/1200  (1200/1200)
Chakra:
1100/1100  (1100/1100)
[NPC] Experiência:
0/0  (0/0)

MensagemAssunto: Re: mensagem procê, raikage   11th Junho 2017, 11:31 pm


O Raikage parecia concordar em algumas partes, mas se preocupar com outras. Levantou-se e encarou a vila que comandava, parecendo refletir sobre o assunto que conversávamos. Quando se virou, seu dedo indicou as paredes e os telhados e então pude notar a grande quantidade de insetos inquietos que percorriam as extremidades do lugar. Dei um meio sorriso, entendendo toda a situação.

— É como qualquer um se sentiria. O País do Ferro é um território neutro, nenhuma das grandes nações possui qualquer influência por lá. Todos estariam na mesma posição, sob as mesmas circunstâncias.

Não mostrava qualquer receio com os insetos, mas ainda assim, permanecia atento.

1200 / 1000

Descrições:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Kyon
Nidaime Raikage | Scarlet
Nidaime Raikage | Scarlet
avatar

Função : NARRADOR
Mensagens : 586
Pontos por atividade. : 694
Reputação : -13

Ficha Shinobi
HP:
1800/1800  (1800/1800)
Chakra:
850/850  (850/850)
[NPC] Experiência:
0/0  (0/0)

MensagemAssunto: Re: mensagem procê, raikage   13th Junho 2017, 2:47 am

Partida
- Mas qualquer ataque surpresa significaria o fim dos outros quatro. Mas eu entendo o ponto de vista. Pode me considerar dentro. Irei levar dois shinobis comigo, como meus protetores. Acho que era de praxe ser assim, então continuará sendo assim.

Os insetos que estavam nas paredes se aquietaram e começaram a se mover em conjunto. Pareciam ter se acalmado, conforme o sorriso no rosto do Raikage acendia.. Era possível ver que os que rodeavam o corpo do Kage moveram. Eles forravam toda a roupa que o Raikage usava, incluindo a grande capa vermelha.

- Bom, estamos combinados, então? Comparecerei na data correta. E se não se importa, vou ficar com esse pergaminho enviado, apenas como um tipo de lembrança do primeiro contato dos Kages.

E assim estendeu sua mão, para que pudessem confirmar o acordo.

1800/850
Kikaichu e Nanokaichu ativos.
Hougochu comigo.
 


Equipamentos/Animais:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Opie
Jōnin, ANBU - Konoha
Jōnin, ANBU - Konoha
avatar

Função : JOGADOR
Mensagens : 210
Pontos por atividade. : 244
Reputação : 2

Ficha Shinobi
HP:
1200/1200  (1200/1200)
Chakra:
1100/1100  (1100/1100)
[NPC] Experiência:
0/0  (0/0)

MensagemAssunto: Re: mensagem procê, raikage   13th Junho 2017, 6:28 pm


— É como deve ser. Dizia, inerte, concordando sobre o Raikage levar consigo sua guarda. — Bem, se terminamos aqui, vou indo. Falava após ver que o assunto se dava como finalizado.

Atento, partiria dali quando não fosse mais necessário, tendo como destino Konohagakure.

1200 / 1000

Etc.:
 

Descrições:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Kyon
Nidaime Raikage | Scarlet
Nidaime Raikage | Scarlet
avatar

Função : NARRADOR
Mensagens : 586
Pontos por atividade. : 694
Reputação : -13

Ficha Shinobi
HP:
1800/1800  (1800/1800)
Chakra:
850/850  (850/850)
[NPC] Experiência:
0/0  (0/0)

MensagemAssunto: Re: mensagem procê, raikage   13th Junho 2017, 7:31 pm

OFF: Nem vou postar mais, considere-se fora. Mas foi vacilo negar meu aperto de mão. JKFDSKLFSDKFJ
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: mensagem procê, raikage   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
mensagem procê, raikage
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» MENSAGEM PARA OS MARINHEIROS
» Dragon Ball - Mensagem Motivacional
» Itachi vs Sandaime Raikage
» Gabinete Rokudaime Raikage
» Sandaime Raikage & Kira A

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Naruto Dimension :: Kumogakure no Sato ::   :: Portões da Vila-
Ir para: